TRT/MT encerra 13ª Semana de Conciliação com R$ 8 milhões em acordos

0
14

Um total de 2.577 pessoas atenderam ao chamado do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso para resolver seus problemas trabalhista durante a XIII Semana Nacional de Conciliação. O resultado foi 368 processos conciliados que, somados, chegaram a 8 milhões de reais em valores liberados.

Veja a reportagem de TV

Com o tema “Conciliar, a decisão é nossa”, o evento teve início na segunda (5) e seguiu até a última sexta-feira (09), com a realização de pautas especiais nas varas do trabalho de todo estado e com foco na tentativa de composição amigável.

O maior número de acordos foi realizado nas duas salas do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Disputas (Cejusc) do TRT, em Cuiabá, com um total de 70 conciliações e R$ 2,9 milhões arrecadados. Em seguida ficaram a 2ª Vara do Trabalho de Rondonópolis e a Vara do Trabalho de Mirassol, com a marca de R$786,5 mil e R$ 759,6, respectivamente.

Em todo o país, de acordo com o Placar da Conciliação disponibilizado no site do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foram realizadas 224.550 audiências e arrecadados cerca de R$ 1,1 bilhão em conciliações em todo o Poder Judiciário – o que compreende as justiças do Trabalho, Estadual e Federal. Os dados oficiais ainda não foram consolidados pelo CNJ, o que significa que o resultado poderá ser maior que o contabilizado até o momento.

O último mutirão do ano da Justiça Brasileira com foco na conciliação foi promovido pelo (CNJ). Conforme a coordenadora do Cejusc, juíza Leda Borges de Lima, o evento foi mais uma oportunidade para patrões e empregados solucionares aqueles casos que estão há muito tempo tramitando no Poder Judiciário.

A magistrada comemorou o resultado alcançado pelo TRT e varas do trabalho mato-grossenses, o qual superou em muito o resultado de 2017, quando foram arrecadados R$ 3,8 milhões. O valor de 8 milhões alcançado este ano corresponde a um aumento de 110%. “Tivemos um resultado muito bom e superior ao do ano passado e conseguimos solucionar vários processos antigos que tramitavam desde 2010”, contou a juíza.

O evento fechou o calendário dos mutirões realizados pelo judiciário com foco na solução de conflitos em 2018 e abrangeu todos os processos em tramitação, independentemente da fase processual. Com o objetivo de solucionar os conflitos de forma célere, foram realizadas audiências presenciais e ainda por vídeo conferência.

Fonte: TRT 23

CSTJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here