Seminário que discute conscientização de prevenção de acidentes de trabalho, nesta quinta (25), em Pernambuco

0
6

A programação do seminário “Acidentes e as Diversas Expressões de Violência no Trabalho” foi um dos temas abordados pelo gestor do Programa Trabalho Seguro, desembargador Fábio Farias, em entrevista concedida na manhã desta quinta-feira (25) à repórter Marcela Maranhão, da TV Jornal.  Além de explicar a programação do evento que está acontecendo ao longo do dia, o desembargador falou sobre a legislação que regulamenta as questões de proteção à saúde do trabalhador no ambiente laboral. 

O seminário, em alusão ao “28 de Abril” – Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho – , acontece nessa quinta-feira (25), das 9h às 16h, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Pernambuco (OAB-PE). A inscrição é realizada por um e-mail, no endereço eventos.crpe@fundacentro.gov.br, com o nome completo, empresa/entidade, função e telefone. Os organizadores solicitam aos participantes levarem 1kg de alimento não perecível no momento do credenciamento (que será feito a partir das 8h, no local). 

Na parte da manhã, acontecem as palestras “Concepção Sistêmica de Acidentes Ampliados”, com o coordenador técnico da Fundacentro, Luiz Antônio de Melo; “Os Acidentes Ampliados e as Ações de Preparação e Resposta”, com o engenheiro de segurança da Aespe, Ricardo Luís Alves; e “Trabalhadores da Limpeza Urbana: você vê ou enxerga?”, com as representantes do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Josineide Vieira e Eleonora Távora. 

À tarde, o seminário continua com as conferências “Brumadinho: impressões ambientais sobre o maior acidente do trabalho do Brasil”, com a advogada Marina Gadelha, da OAB-PE; “Felicidade Sustentável”, com a gestora de Gente e Hospitalidade do Shopping RioMar, Cintia Lima; “Síndrome do Edifício Doente”, com o auditor fiscal do Trabalho Marcos Miranda; e “Experiências Transformadoras no Setor Rural de Pernambuco”, com a auditora fiscal do Trabalho Isis Freitas de Oliveira.

Fonte: TRT da 6ª Região

CSTJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here