Resultados positivos: matadouro e lixão do município de São Francisco seguem desativados graças à atuação da FPI

0
31

Meio Ambiente
5 de Agosto de 2022 às 16h35

Resultados positivos: matadouro e lixão do município de São Francisco seguem desativados graças à atuação da FPI

Na área onde era o matadouro agora funciona a estação de tratamento de esgoto do município e na região do lixão inativo existe uma vegetação própria de terrenos baldios, como a mamona

Onde em 2018 era um matadouro, hoje funciona uma Estação da Deso. Imagens: Ascom FPI/SE


Onde em 2018 era um matadouro, hoje funciona uma Estação da Deso. Imagens: Ascom FPI/SE

Após a atuação da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI/SE) – coordenada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e pelos ministérios públicos Federal, Estadual e do Trabalho – o matadouro irregular e o lixão do município de São Francisco (SE) estão desativados. A Equipe de Gestão e Educação Ambiental II revisitou os locais fiscalizados na edição de 2018 e encontrou um cenário diferente e com resultados positivos.

“Em São Francisco havia um matadouro que estava em péssimas condições de funcionamento e um lixão ativo com uma família morando nele. Nesta 6ª edição da fiscalização, encontramos o matadouro desativado e o lixão inativo. Isso nos deixa muito felizes em saber que os municípios realmente acreditam e contribuem para que os resultados aconteçam”, enfatizou a especialista ambiental e coordenadora da Equipe de Gestão e Educação Ambiental II da FPI/SE, Vera Cardoso.

Na área onde era o matadouro agora funciona a estação de tratamento de esgoto (ETE) do município e na região do lixão inativo existe uma vegetação própria de terrenos baldios, como a mamona.

Relembre – O município de São Francisco foi alvo da Fiscalização Preventiva Integrada em 2018. O matadouro da cidade foi, oficialmente, interditado pela Equipe Abate da FPI. “O prédio já estava desativado. Contudo, havia uma cobrança dos marchantes da região com a gestora local para a reabertura do matadouro. O espaço foi fechado por não haver nenhuma condição sanitária e estrutural para funcionamento”, explicou a coordenadora da Equipe Abate, Salete Dezen.

A equipe ainda destacou que, mesmo sendo uma cidade muito pequena, a Prefeitura já estava realizando a reforma do Mercado Municipal. “Isso mostra que há uma preocupação da gestão local com a comercialização da carne”, finalizou Dezen, durante a operação naquela edição.

Equipe Gestão e Educação Ambiental II – Equipe Gestão e Educação Ambiental II da FPI é formada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade/ Superintendência Especial de Recurso (Sedurbs/Serhma),Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Sergipe (OAB/SE) e colaboradores.

Instituições Parceiras – Quarenta e duas instituições estão articuladas na Fiscalização Preventiva Integrada em Sergipe. Além das quatro instituições coordenadoras, são 20 órgãos federais, 15 órgãos estaduais e três instituições sem fins lucrativos participantes da FPI/SE 2022.

Instituições que integram a FPI/SE 2022

Ministério Público Federal em Sergipe; Ministério Público do Trabalho – PRT/20ª Região; Ministério Público do Estado de Sergipe; Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco; Departamento de Polícia Rodoviária Federal; Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Sergipe; Departamento da Polícia Federal; Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária; Fundação Nacional de Saúde; Secretaria do Patrimônio da União; Universidade Federal de Sergipe; Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia; Marinha do Brasil / Capitania dos Portos; Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade; Instituto Federal de Sergipe; Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis; Fundação Cultural Palmares; Companhia de Desenvolvimento do Vale São Francisco; Universidade Federal de Pernambuco; 28º Batalhão de Caçadores; Agência Nacional de Mineração; Conselho Regional de Medicina Veterinária; Secretaria de Relações do Trabalho; Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe; Pelotão de Polícia Ambiental; Fundação de Cultura e Arte Aperipê; Administração Estadual do Meio Ambiente; Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe; Empresa de Desenvolvimento Agropecuário; Secretaria de Segurança Pública; Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe; Agência Reguladora de Serviços Públicos; Polícia Civil de Sergipe; Coordenação de Vigilância Sanitária; Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade/ Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente; Polícia Militar do Estado de Sergipe; Grupamento Tático Aéreo; Polícia Militar do Estado de Alagoas; Centro da Terra – Grupo Espeleológico de Sergipe; Centro de Manejo de Fauna da Caatinga; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

Assessoria de Comunicação e Imprensa – FPI/SE

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal em Sergipe
(79) 3301-3874 / 3301-3837
prse-ascom@mpf.mp.br
Twitter: @MPF_SE
Facebook: Facebook.com/MPFSergipe



Fonte MPF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here