MPF em Sergipe investiga suposta prática de discriminação racial em concurso para professor da UFS

0
1

Direitos do Cidadão
4 de Maio de 2021 às 11h35

MPF em Sergipe investiga suposta prática de discriminação racial em concurso para professor da UFS

Segundo denúncias, a instituição também teria violado as normas que regem a nomeação de aprovados em concurso público

Foto em perspectiva. Na parte superior da foto está o telhado de um ginásio de esportes, de telhas brancas, com a sigla UFS pintada em letras garrafais azuis. Na parte inferior, aparece uma arquibancada em formato de concha, feita de concreto, que dá um efeito geométrico na foto, pois com a perspectiva, aparenta se encaixar no teto do ginásio.


Campus da Universidade Federal de Sergipe. Foto: Adilson Andrade – Ascom UFS

O Ministério Público Federal em Sergipe instaurou nesta terça, 05/05/21, investigação sobre a suposta prática de discriminação racial na nomeação de candidato aprovado em concurso para professor do Departamento de Direito da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Segundo denúncias que chegaram ao conhecimento do MPF, o candidato aprovado teria sido preterido em favor da remoção de outro professor, em suposta violação às normas que regem os concursos públicos e em alegada dissonância com os entendimentos anteriormente adotados pelo Departamento em casos similares.

Também nesta terça, 04/05, foram enviados ofícios ao Reitor, ao Chefe do Departamento de Direito, e ao Conselho Departamental de Direito da UFS solicitando esclarecimentos sobre a inicial convocação do candidato aprovado no concurso público Ilzver de Matos Oliveira e a posterior decisão de abertura de edital de remoção para preenchimento da vaga.

A universidade tem prazo de cinco dias para resposta ao MPF.

Confira aqui a íntegra dos ofícios para:

Reitor da UFS

Chefe do Departamento de Direito

Conselho Departamental do Curso de Direito

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal em Sergipe
(79) 3301-3874 / 3301-3837
[email protected]
Twitter: @MPF_SE
Facebook: Facebook.com/MPFSergipe



Fonte MPF