Interesse Público mostra casos de indenização por trabalho escravo, falta de funcionários na saúde pública e desvio de medicamentos

0
169

Geral
14 de Janeiro de 2022 às 15h40

Interesse Público mostra casos de indenização por trabalho escravo, falta de funcionários na saúde pública e desvio de medicamentos

A edição inédita do programa vai ao ar nesta sexta-feira (14), às 20h, na TV Justiça e depois pode ser assistida no Canal MPF, no YouTube

Imagem mostra a fachada externa do Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro, com algumas pessoas em frente ao portão, do lado direito.


Reprodução Interesse Público

A pedido do Ministério Público Federal e da Defensoria Pública da União, a Justiça determinou que o governo federal apresente um plano para contratar funcionários para o Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro. A unidade de saúde pegou fogo em outubro de 2020 e desde então seus leitos de UTI estão fechados por falta de profissionais.

O MPF denunciou e a Justiça de Minas Gerais condenou o atual prefeito da cidade de Pouso Alegre, Rafael Tadeu Simões, a dez anos de prisão por desviar medicamentos e materiais Hospital das Clínicas Samuel Libânio. Segundo investigação, os bens desviados foram usados em bois de sua fazenda particular. Além do prefeito, também foi condenada a atual secretária municipal de Saúde e a responsável pelas compras do hospital na época dos fatos.

Em São José dos Campos, interior de São Paulo, uma empregada doméstica resgatada de trabalho análogo à escravidão vai receber indenização de R$ 300 mil. A proposta foi construída em conjunto com os Ministérios Públicos Federal e do Trabalho e a Defensoria Pública da União. Ela foi submetida ao regime ilegal de trabalho durante 25 anos. Após denúncias anônimas, a empregada foi resgatada em 2021 e encaminhada a um abrigo municipal – o empregador foi preso em flagrante.

A Estação Ecológica do Taim, próxima a Rio Grande (RS) tem como animal símbolo a capivara, que ali encontra proteção e tranquilidade. No entanto, no limite da reserva, esses animais foram alvo de ataques brutais e cruéis de caçadores ilegais, que filmaram os atos e depois divulgaram em redes sociais. O Interesse Público mostra que os autores do crime foram condenados pela Justiça.

Confira ainda a cerimônia de posse de novos procuradores da República e procuradores do Trabalho, aprovados respectivamente, no 29º e 21º Concursos de Provas e Títulos. A cerimônia, realizada no Auditório JK, na Procuradoria-Geral da República, em Brasília, foi presidida pelo procurador-geral da República em exercício, Humberto Jacques de Medeiros, e contou com a participação do procurador-geral do Trabalho, José de Lima Ramos Pereira.

Onde assistir – O Interesse Público é veiculado nacionalmente pela TV Justiça às sextas-feiras, às 20h, com reprise aos domingos, às 17h30, e em outros dias da semana. O programa também é retransmitido por emissoras parceiras nos estados do Acre, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Você também pode acompanhar o programa pela internet, no site TV Justiça, ou acessar as reportagens no Canal MPF, no YouTube.

O IP é uma revista eletrônica semanal produzida pela Secretaria de Comunicação Social da Procuradoria-Geral da República, em parceria com a produtora Chá com Nozes e com a colaboração das unidades do MPF em todo o país.

Secretaria de Comunicação Social
Procuradoria-Geral da República
(61) 3105-6409 / 3105-6400 
[email protected]
facebook.com/MPFederal
twitter.com/mpf_pgr
instagram.com/mpf_oficial
www.youtube.com/tvmpf



Fonte MPF