FPI avalia projetos de educação ambiental em Floresta (PE)

0
16

Meio Ambiente
16 de Julho de 2019 às 13h42

FPI avalia projetos de educação ambiental em Floresta (PE)

Estações de tratamento de água em Petrolândia também foram visitadas

Arte: Secom/PGR


Arte: Secom/PGR

Na última segunda-feira (15), a equipe Educação Ambiental da Fiscalização Preventiva Integrada da Bahia Hidrográfica do Rio São Francisco em Pernambuco (FPI/PE) visitou, em Floresta, no Sertão pernambucano, as secretarias municipais de Educação, Cultura e Esportes, Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

O objetivo das visitas foi avaliar as iniciativas voltadas à educação ambiental no município. A equipe constatou que o plano municipal de educação não inclui a área ambiental – os técnicos tiveram acesso a dois Projetos Político-Pedagógicos e a três projetos na área promovidos por duas escolas em Floresta. A equipe concluiu que o município precisa de planejamento, atividades e mais projetos de educação ambiental. Além disso, que não há pessoal com formação específica para atuar na área.

Qualidade da água – Os técnicos da FPI/PE visitaram três estações de tratamento de água em Petrolândia, também na última segunda-feira (15). O objetivo da equipe foi coletar amostras para avaliação, nas etapas de captação, tratamento e distribuição da água que é usada pela população.

Uma das estações de tratamento visitadas foi a da Companhia Pernambucana de Saneamento em Petrolândia, que atende 80,43% da população do município. Foram identificados problemas no lançamento de efluentes e no acondicionamento de produtos químicos. Também foram avaliadas amostras das estações de tratamento de água no perímetro irrigado de agrovilas dos distritos de Icó-Mandantes e Limão Bravo, em Petrolândia.

FPI – Sob coordenação do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com apoio do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), as entidades participantes do programa são: Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro); ONG Animalia; Agência Nacional de Mineração (ANM); Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac); Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa); CemaFauna Caatinga/Univasf; Agência de Bacia Peixe Vivo; Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH); Fundação Nacional de Saúde (Funasa); Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Polícia Militar de Pernambuco (PMPE / 23º BPM e Companhia Independente de Polícia do Meio Ambiente – Cipoma); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República em Pernambuco
(81) 2125-7348
prpe-ascom@mpf.mp.br
http://www.twitter.com/mpf_pe
http://www.facebook.com/MPFederal


MPF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here