Centro de Conciliação em Balneário Camboriú (SC) será inaugurado nesta sexta (12)

0
5

O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC) inaugura nesta sexta-feira (12), às 14h, no Fórum de Balneário Camboriú, mais um Centro de Conciliação Trabalhista (Cejusc). O espaço, planejado para estimular o diálogo e o acordo entre trabalhadores e patrões, será o 12º da Justiça do Trabalho em Santa Catarina.

Em 2018, as duas Varas do Trabalho de Balneário Camboriú (SC) receberam 3,7 mil processos e solucionaram 45,7% deles pela conciliação – média superior à do estado, que foi de 45,1% no período. Entre janeiro e junho deste ano, este índice aumentou ainda mais: dos 1.649 processos recebidos no Fórum, 51,8% foram resolvidos por acordo. Isso significa que, a cada duas ações ingressadas, uma foi conciliada.

Para a futura coordenadora do espaço, a juíza da 2ª Vara do Trabalho Karin Becker, o novo Centro de Conciliação traz atributos que facilitam a composição entre as partes e irá melhorar ainda mais esses números. Um desses aspectos é a confidencialidade.

“No Cejusc, as informações reveladas durante a conversa não irão servir para uma confissão, nem serão registradas em ata. Isso pode deixar os litigantes mais à vontade para se expressarem”, pontua a magistrada, idealizadora no ano passado de uma iniciativa envolvendo processos de rito sumaríssimo que gerou índices de 80% de acordo.

Serão pautados no Cejusc, inicialmente, 40 processos semanais, sendo 20 de cada unidade judiciária. As atividades no novo espaço iniciam já na próxima semana.

O que é o Cejusc?

Os Centros de Conciliação são ambientes planejados especialmente para a realização de acordos, com leiaute concebido dentro das recomendações do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT). As mesas são redondas para facilitar as negociações, conduzidas por juízes com a ajuda de servidores conciliadores. As paredes são decoradas com imagens de natureza, com o objetivo de inspirar paz e tranquilidade.

De acordo com a presidente do TRT, desembargadora Mari Eleda, o Cejusc permite retirar as partes do ambiente processual, “naturalmente tenso”, para viver um momento próprio, especial. “É um momento destinado à reconstrução da relação quebrada. Não há processo na sala de conciliação, não se busca um juiz para decidir em favor de A ou B, mas sim uma solução que atenda aos interesses de A e B”, aponta.

Serviço

O que: Inauguração do Centro de Conciliação do Fórum Trabalhista de Balneário Camboriú
Quando: Sexta-feira (12), às 14h
Onde: 4ª Avenida, nº 740 – 1º andar – Centro

Fonte: TRT da 12ª Região (SC)

CSTJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here