Centro de conciliação do TRT-12 adota videoconferência como recurso para audiências

0
58

 

O Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas do 2º Grau (Cejusc) do TRT-SC tem adotado uma alternativa bastante atual para as audiências em que os advogados ou partes não possam comparecer pessoalmente: a videoconferência.

Iniciativa do juiz auxiliar da Presidência e coordenador do Cejusc, Marcel Higuchi, o procedimento tem sido bem recebido pelos participantes. “As videoconferências economizam o tempo de deslocamento dos advogados e dá a eles a comodidade de poderem acompanhar tudo do próprio escritório, vendo o magistrado e a parte”, avalia o magistrado. “Até agora, todos que participaram gostaram”, assinala.

A ferramenta utilizada para as videoconferências é o Big Blue Button, que dispensa a instalação de programa no computador dos participantes e exige apenas um navegador com versão atualizada e leitor de Flash.

Confidencialidade

À frente do Cejusc desde o início do ano, Higuchi destaca princípios fundamentais adotados nas audiências realizadas ali, presencialmente ou por videoconferência, que as tornam diferentes das realizadas nas varas do trabalho.

Um deles é a confidencialidade. “Essa diretriz garante que as informações reveladas durante a tentativa de conciliação não serão utilizadas no processo judicial, então as partes se sentem mais à vontade para expor suas questões”, conclui.

Desde que foi criado, em dezembro de 2016, o Cejusc de 2º Grau já realizou 593 audiências, das quais 130 resultaram em acordo, num total de R$ 24 milhões homologados.

Fonte: TRT 12

CSTJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here